Pesquise No Blog

Loading

sábado, 29 de janeiro de 2011

Relatório do óbvio

A ONU publicou mais um relatório que não foge a obviedade essa semana. Dessa vez o relatório consiste em salientar que o maior desafio do planeta é conciliar erradicação da pobreza com desenvolvimento sustentável bem como que a produção de riqueza degrada sensivelmente o ecossistema.

Como conselhos para resolução dessas questões a ONU recomendou aos países periféricos e semi-periféricos que busquem o equilíbrio entre o uso sustentável de seus recursos com o crescimento do nível de vida de sua população e para os países do centro que cuidem dos seus problemas ambientais...

Contudo, acho que o melhor conselho que se poderia dar é que ambos se unissem em buscar uma distribuição eficaz e equacional tanto das riquezas quando dos alimentos, já que produzimos alimentos suficientes para alimentar 3 planetas Terra e a riqueza então nem se fala... 

Mas isso não passará de mera utopia enquanto cada país se preocupar com o seu umbigo e em jogar a responsabilidade pra cima do outro por coisas onde ele também tem culpa no cartório. Por conta de pensamentos assim que reuniões como a COP 15 não chegam a conclusão alguma...

De acordo com relatório “Objetivos e Temas para a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável”, a utilização dos recursos naturais do planeta continua a danificar ecossistemas cruciais
Erradicar a pobreza mundial e, simultaneamente, promover o desenvolvimento sustentável é o principal desafio que o mundo enfrenta, diz um novo relatório das Nações Unidas.
O documento, reconhece e deixa claro que o progresso econômico baseado no atual modelo de produção e consumo é cada vez mais prejudicial ao meio-ambiente.
De acordo com relatório “Objetivos e Temas para a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável”, apesar de duas décadas de progressos, a utilização dos recursos naturais do planeta continua a danificar ecossistemas cruciais.
O estudo teve como ponto de partida a realização da Cimeira da Terra de 1992, no Rio de Janeiro, onde os países definiram um plano para o desenvolvimento sustentável.
Segundo o estudo, a pobreza extrema persiste, em muitas partes do planeta, apesar de o Produto Interno Bruto (PIB) do mundo ter aumentado aproximadamente 60%, desde 1992.
O relatório foi lançado de modo a coincidir com as conversações com vista a preparar a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que terá lugar no próximo ano, no Rio de Janeiro.
Conforme indica, vários países adotaram o conceito de economia verde nas suas orientações políticas. Entretanto, a maioria carece de uma estratégia global para promover uma economia verde em prol do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza.
Os países em desenvolvimento são aconselhados a continuar a aumentar o nível de vida das suas populações, procurando simultaneamente combater os impactos ambientais adversos.
Por fim, o relatório recomenda aos países desenvolvidos que se concentrem mais em resolver os problemas ambientais.

Extraído de cartacapital.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário