Pesquise No Blog

Loading

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Clima e Tempo significam 6 e meia dúzia?

Antes de iniciar a postagem de hoje, queria pedir desculpas aos nossos leitores pela longa ausência deste blog. 

Passei por uns "problemas técnicos" durante os últimos 6 meses e por isso me mantive afastado das postagens semanais, mas, desde a semana passada, tenho retomado o ritmo semanal de postagens do blog, além das constantes publicações em nossa página no Facebook, que você pode curtir na coluna da direita dentro deste blog. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O tema de hoje nos remete a uma confusão cometida há muito tempo sobre os conceitos de tempo e clima. 

No meio em que os conceitos foram criados, a distinção entre ambos é facilmente percebida. Mas para quem não vive nesse meio, a indução a pensar que tempo e clima são "6" e "meia dúzia", ou seja, a mesma coisa só que com nomes diferentes, é grande...

Essa antiga questão entre tempo e clima nos foi reavivada graças o quadro de previsão do tempo do Jornal do SBT, intitulado de "nosso clima", como você pode ver na imagem abaixo.



A intenção talvez, e pelo visto com certeza não é, não é propagar essa confusão que existe entre os dois conceitos. Mas um quadro chamado "nosso clima" que faz previsão do tempo pode sim acabar colocando "tudo dentro do mesmo saco". 

Para tentar desfazer esse mal intendido, tão comum na mídia atualmente - pois isso não é uma exclusividade da emissora supracitada - coloco abaixo os dois conceitos para que haja uma pequena luz em relação ao esclarecimento e diferenciação sobre quando se trata de tempo e quando se trata de clima.

Quando estamos falando de TEMPO, estamos nos referindo ao estado momentâneo da atmosfera. Ou seja, como ela se apresenta num dado momento. Como exemplo podemos usar as seguintes frases:

Chove neste momento no Rio de Janeiro. 
Amanhã o teremos nuvens carregadas no interior do Acre. 
Céu claro e sem nuvens da Bahia a Sergipe. 

Agora, se estamos falando de CLIMA, estamos nos referindo a um estudo atmosférico de longa data que permite elencar características comuns. Geralmente, esse período de tempo corresponde a décadas. Podemos usar como exemplo as seguintes frases. 

O inverno no Rio Grande do Sul é sempre rigoroso. 
Todo ano chove muito no Rio de Janeiro. 
O verão nordestino é sempre muito intenso. 



Insistimos em dizer que talvez o referido exemplo não tenha a menor intenção de acalentar ainda mais essa confusão de conceitos; nós apenas o utilizamos por ser o que aparece mais frequentemente. Contudo, agora, de posse desta pequena diferenciação, esperamos que o leitor consiga diferenciar tempo de clima e vice-versa e não mais achar que ambos são "6 e "meia dúzia".  

Nenhum comentário:

Postar um comentário