Pesquise No Blog

Loading

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Decisão da Justiça pode (ou não) atrapalhar o Brexit

No início deste mês a justiça britânica entrou na discussão sobre o Brexit (termo como ficou conhecido a intenção de saída da Inglaterra da União Europeia) e pode atrasar o processo de saída da UE. 

Sem precedentes na história, a saída é pensada com cuidado pela atual primeira-ministra Theresa May que ainda tenta elaborar uma saída sem maiores traumas para ambos.

Contudo, uma decisão judicial parece ter frustado os planos da primeira-ministra. Três juízes entraram com uma ação determinando que a saída do país da UE deve ser votada pelo Parlamento. O que não anula a decisão do plebiscito que deu vitória apertada a saída do país da UE, mas impede a primeira-ministra de continuar as negociações. 

Muito se especula sobre o futuro de ambos, caso essa saída se concretize. Nós mesmos já andamos traçando alguns cenários acerca desta questão que se mostra cada vez mais embolada. Até a própria primeira-ministra, outrora contra o Brexit, agora já tem uma posição mais contundente acerca do fato e diz até ter uma carta na manga para convencer os juízes da saída da Inglaterra do bloco.

Ainda não se sabe que tal "carta" é essa, mas se sabe que o principal motivo da saída da "Terra da Rainha" do bloco econômico está ligado com a crise migratória no Oriente Médio, mas especificamente por conta da guerra na Síria, que já dura cinco anos.

A Inglaterra nunca foi favorável a acolher os imigrantes (não vamos confundir o governo inglês e a posição de uns poucos com toda sua população. Claro que alguns acolheram os imigrantes) e com a UE planejando acolher os imigrantes de acordo com cotas estabelecidas por suas posições econômicas dentro do bloco, acabaram incomodando ainda mais o país, uma das 3 maiores forças econômicas dentro do bloco. 

Não à toa, a questão gerou uma consulta à população sobre a saída do país do bloco que, por uma margem apertadíssima, acabou optando pela saída. 

A partir disso, vários analistas apresentaram seus cenários sobre o futuro de ambos; mas tratam-se apenas de especulações já que a decisão não possui precedentes na história e ainda não se sabe como será feita essa saída. 

Depois dessa decisão judicial, agora mesmo é que o processo de saída se torna ainda mais complicado, ganhando mais um capítulo cujo desfecho teremos que aguardar... 


Nenhum comentário:

Postar um comentário