Pesquise No Blog

Loading

terça-feira, 1 de novembro de 2016

3º Guerra Mundial: Há realmente o que temer?

Tem circulado algumas notícias [1] [2] [3] alarmantes sobre uma possível 3ª guerra mundial, envolvendo EUA e Rússia por causa da guerra civil na Síria que já dura alguns anos. 

Apesar de toda a balbúrdia acerca do possível conflito, achamos que ele está condicionado a diversos fatores que podem fazer com que simplesmente não aconteça, injustificando assim todo esse alarde acerca do tema. 

Primeiro porque ambos possuem armas nucleares e de destruição em massa que se forem usadas, condenarão a raça humana praticamente à extinção. Como se isso não fosse pouco, outros envolvidos poderiam entrar no conflito, como os aliados regionais que cada país possui no Oriente Médio, por exemplo, o que só faria aumentar a proporção do conflito e da destruição em caso de guerra. 

Outra questão que pode ser levantada é que isso talvez não passe de um blefe, especialmente do lado russo. Mostrar seus novos armamentos ao mundo não é uma tática nova, a Coreia do Norte faz isso com maestria, mas até agora (ainda bem) apenas latiu, nada de mordidas. Embora alguns considerem isso algo perigosíssimo, pode ser que não passe apenas de uma pequena demonstração de poder, nada além.

O que seria de preocupar no meio dessa questão, está na linha de pensamento de um dos candidatos a presidência dos EUA. Caso a ex senhora Clinton ganhe, fazendo a linha de Obama, acreditamos que ela agirá por meio da diplomacia, mas chegando até as sanções, para frear os ímpetos russos em levantar um combate (se for o caso). O problema está no outro candidato, aquele mesmo, que acha que o aquecimento global é invenção dos chineses e que os problemas ambientais não existem ou não são tão graves assim. 

Com uma linha de pensamento dessas, não é de se imaginar que com um poder militar-bélico que os EUA tem, uma pessoa dessas não declare guerra a torto e a direito. Ainda mais se o conflito se concentrar do outro lado do Atlântico, ou seja, bem longe da sua confortável residência. 

Claro que, voltamos a dizer, acreditamos que a terceira guerra seja praticamente impossível de ocorrer, mas não podemos descartar a pior das possibilidades nesse xadrez geopolítico. Uma vez, um antigo professor nos contou que, quando questionado no início de 1989 sobre o fim da URSS, ele afirmou que isso era impensável... Dois anos depois... 

Contudo, apesar da guerra ser improvável, acreditamos que a paz será impossível...

Nenhum comentário:

Postar um comentário