Pesquise No Blog

Loading

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Plano Agroecológico brasileiro é aprovado

(Antes de começar a postagem, gostaria de me desculpar com vocês leitores pelo meu atraso nas postagens, que geralmente ocorrem as segundas-feiras. Tive um pequeno contratempo, mas as postagens estão prontas).

O Brasil aprovou o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica para incentivar a produção agroecológica em nosso país. 

Isso representa um avanço, nesses termos, em nosso país - onde a grande propriedade predomina, embora a comida que chega à nossa mesa seja produzida pelo pequeno proprietário - que passa a olhar agora para uma produção mais "saudável" em relação a que vem sendo praticada hoje que é repleta de agrotóxicos num modelo de produção a exaustão e extensa margem de lucro. 

Porém, devemos esclarecer que esse modelo não vem para duelar com o modelo vigente, o mesmo não tem condições para tal e nem produz na mesma escala. Contudo, numa produção para o pequeno e médio proprietário ele pode trazer grandes benefícios e pode sim aumentar a produtividade. 

A agroecologia é uma técnica que prevê o uso conjunto de práticas agrícolas com "a floresta em pé", ou seja, a realização de cultivos agrícolas sem desmatar, utilizar agrotóxicos, desperdiçar água ou qualquer outra prática que agrida o meio-ambiente. Não preciso dizer o quanto ela vai contra a prática atual do agronegócio em praticamente todos os seus termos, principalmente na questão do lucro; não que o agronegócio também não dê lucro, é claro que sim, mas, comparado ao agronegócio, numa margem bem menor e, por isso mesmo, não pode ser visto como uma ameaça ao agronegócio. 

O projeto e todas as suas diretrizes pode ser observado clicando aqui

Cabe ressaltar aqui que o projeto prevê assistência técnica aos que resolverem adotá-lo, o que se faz de grande importância haja visto que são poucos hoje em dia dominam as técnicas agroecológicas. Esse apoio se dará tanto através da Embrapa quanto por Universidades públicas que se encarregarão não só das técnicas, mas também do combate as pragas. 

Em um país praticamente dominado pelo agronegócio ver este tipo de projeto sendo aprovado constitui sim um grande avanço, principalmente se o mesmo for implementado da maneira correta, isto é, sem "tropeços"... 

Com informações da Carta Capital

Nenhum comentário:

Postar um comentário