Pesquise No Blog

Loading

terça-feira, 27 de outubro de 2015

ENEM: "gabaritos", provas e a redação mais acertada de toda a sua história.

Este fim de semana, ocorreu o Exame Nacional do Ensino Médio em todo Brasil, pelo menos para aproximadamente 7 milhões de brasileiros. 

E, entre os dramas comuns dos atrasos e estórias de superação para fazer a prova, é claro que o assunto dessa semana não poderia deixar de ser a escolha acertadíssima do tema da redação. 

Nem vou entrar no mérito de ter sido o ENEM mais difícil de todos os tempos, porque não sou qualificado para examinar todas as áreas. Contudo, nas áreas ditas humanas, achei uma prova muito bem montada, com um nível um pouco acima do ano anterior; o que vejo como naturalmente normal, já que o exame tende a evoluir com o passar dos anos (veja bem, evoluir não significar se tornar mais difícil, mas sim apresentar questões mais bem elaboradas que exijam do candidato um poder interpretativo e estar antenado com o mundo. Não simplesmente avaliar o quanto de conhecimento ele conseguiu empilhar dentro de si pra despejar desenfreadamente em dois dias de prova. 

Mas, voltando ao tema da prova, achei o tema altamente pertinente, atual e, acima de tudo, necessário de ser discutido não só entre os jovens mas entre toda a população, entre todo o mundo. Num país que tem como referência a Lei "Maria da Penha" contra a violência doméstica, precisa sim colocar esse tema em tela. Aliás, não só a violência doméstica como também a questão do gênero, do preconceito dentre tantas outras que puxam uma extensa fila de assuntos que precisam ser discutidos sim pelos nossos jovens, pela nossa população. 

Fato é que, queira uma certa classe da nossa sociedade ou não, o tema foi brilhantemente escolhido, porque, volto a dizer, um exame do porte do ENEM, não pode avaliar a quantidade de conteúdo que você conseguiu engolir goela abaixo durante o ano, mas sim se, no mínimo, você é um cidadão consciente do mundo que te cerca, desde as questões mais simples até as mais complexas. 

Meu receio diante disso, são algumas redações que eu sei que irão sair dignas de um pensamento pré-histórico porque, infelizmente, como dizem os antigos: "o papel aceita tudo". Mas, como parecia constar no cabeçalho da redação que textos ofensivos à mulher serão automaticamente eliminados, fico um pouco aliviado, mas ainda sim com pena de quem for lê-los. 

Como o gabarito oficial só sai amanhã, deixo aqui um link com um gabarito extraoficial, com as questões comentadas, por cor de prova, inclusive as mais polêmicas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário