Pesquise No Blog

Loading

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Depois chamam o Zelaya de ditador

Engraçado como é a nossa imprensa né... Quando se é presidente de direita reeleição é direito, mas quando o presidente é da esquerda reeleição é ditadura...



Em 19 de agosto, o Senado da Colômbia aprovou um referendo sobre nova emenda constitucional que permita uma segunda reeleição de Álvaro Uribe. Se aprovado pela Câmara no dia 25 e pela Corte Constitucional a seguir, abre-se o caminho para o presidente concorrer pela terceira vez em maio de 2010.
Uribe, eleito em 2002 por quatro anos, promoveu a emenda que lhe permitiu se reeleger em 2006. Foram decisivos o voto da ex-deputada Yidis Medina, condenada em junho de 2008 a 47 meses de prisão domiciliar por vendê-lo, e a campanha para a coleta de assinaturas, cujos responsáveis – principalmente o secretário-geral do partido governista, Luis Guillermo Giraldo – foram indiciados por uso indevido de verbas públicas.
Não se espere, porém, ler qualquer objeção ao terceiro mandato de Uribe, cujo pretexto é o eterno “combate às Farc”. A direita pode. É só quando um governante de centro ou de esquerda pensa em reeleição que a imprensa do Hemisfério o acusa de ser continuísta e querer uma ditadura.


Reportagem extraída de cartacapital.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário