Pesquise No Blog

Loading

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Mais um conflito na América Latina


Mais um conflito diplomático ocorre na América Latina, desta vez Colômbia e Venezuela protagonizam as desavenças. A Colômbia acusa a Venezuela de ter vendido armas as FARC (Forças Amadas Revolucionárias da Colômbia), a Venezuela se defende das acusações e como retaliação promete expropriar empresas colombianas em território venezuelano... Mais um triste episódio para a América Latina que deveria buscar cada vez mais a integração entre os seus países (o que poderia ocorrer através do MERCOSUL) como forma de fortalecer os mesmos, mas ao que parece, isso se apresenta cada vez mais como uma utopia... "dividir para conquistar"...


A relação entre Hugo Chávez e Álvaro Uribe voltou a estremecer após um curto período de aparente trégua. Na terça-feira 28, o presidente venezuelano anunciou o rompimento dos contatos comerciais e diplomáticos com a Colômbia e ameaçou expropriar empresas do vizinho instaladas em seu território. Uribe ordenou a retirada imediata do embaixador da Venezuela de Bogotá.

A origem do novo conflito está na nova acusação da Colômbia de que Chávez forneceu armamentos às Farc. As suspeitas aumentaram depois de o governo da Suécia ter afirmado que armas apreendidas com guerrilheiros das Farc haviam sido vendidas à Venezuela no fim dos anos 80. “É absolutamente falso que demos armas a guerrilha alguma, movimento armado algum”, afirmou Chávez, ao anunciar que suspenderá as importações de produtos do vizinho. Segundo a Venezuela, as armas foram roubadas de um quartel.

O governo colombiano afirmou que só tornou público o assunto por não ter recebido uma resposta da Venezuela a um pedido reservado de informações. O Brasil e a Organização dos Estados Americanos (OEA) se dispuseram a mediar o novo conflito diplomático.

Reportagem publicada no site cartacapital.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário