Pesquise No Blog

Loading

terça-feira, 22 de março de 2016

Atentado em Bruxelas tem reivindicação do Estado Islâmico

Todos ainda estamos acompanhando, consternados, os ataques terroristas feitos pelo grupo Estado Islâmico (EI) na Bélgica em um aeroporto e em uma estação de metrô do país onde instituições ligadas à União Europeia (UE) estão localizadas em suas proximidades.

O número de feridos e mortos já passa da casa das centenas e a cada hora mais informações chegam sobre os atentados. Ainda é cedo pra dizer, mas pode se tratar de uma represália pela captura de um acusado pelos atentados recentes em Paris. 

O país elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo e o sistema de transportes europeu ficou paralisado por algumas horas. Trens da Bélgica para Londres, por exemplo, foram cancelados. 

Diante de mais um ataque, assistimos um grupo com uma versão extremista e torpe de escritos sagrados se utilizar da violência e do medo para fazer valer seu ponto de vista frente àqueles que discordam dele. 

Enquanto o grupo agia do outro lado do mediterrâneo, parecia não incomodar (muito parecido com uma história que ocorreu na segunda guerra mundial, não?), mas agora que as ações cruzaram o mediterrâneo que medidas serão tomadas para pôr fim a este grupo?

Aliás, por fim ao grupo não é a panaceia para o terrorismo. Não adianta atacar e acabar com diversos grupos se a ideia continuar viva. E, ao que parece, não se tem a mínima ideia de como acabar nem com um nem com outro. Talvez se o ocidente respeitasse os costumes de certas partes do oriente e não tentasse empurrar seus valores "goela abaixo" para o mundo todo, teríamos o começo de um caminho para que os ataques cessem... 

Pode ser que sim, pode ser que não...   

Nenhum comentário:

Postar um comentário