Pesquise No Blog

Loading

terça-feira, 22 de março de 2016

Enterrando os vestígios da Guerra-Fria?

Hoje, o presidente dos EUA, Barack Obama, discursou em um teatro em Cuba no que pode ser considerado um avanço gigantesco na reaproximação das relações diplomáticas entre os EUA e Cuba. 

Em seu discurso, Obama pediu ao congresso norte-americano o fim do embargo econômico a Cuba e também deu aquele recado a Raúl Castro: "o governo de Cuba deve ser para os cubanos. Não tenham medo de ouvir a população cubana." 

O discurso de Obama, em Cuba, pode ser considerado uma retomada das relações prometidas  pelos dois países desde 2014, sendo também mais um passo em direção ao fim do embargo econômico que já sufoca a ilha há décadas. 

A questão aqui é como o congresso norte-americano vai reagir ao pedido de Obama. O presidente tem forte resistência no congresso, especialmente depois do "Obama Care". Não fosse o bastante, alguns congressistas simplesmente não tem simpatia por Cuba em virtude daquele pensamento bem arcaico da "ilha de comunistas". Se bem que em época de eleição e com grande parte da população a favor, pode ser que alguns congressistas se dobrem ao pedido de Obama em troca de alguns votos. 

O fim do embargo seria extremamente vantajoso para ambos. A ilha por ser livrar de um estrangulamento financeiro que dura mais de 40 anos, já os EUA e suas empresas terão mais um "novo mercado" para explorar (explorar em todos os sentidos). 

Apesar disso, espera-se que o embargo, tão caduco no tempo quanto sem sentido, chegue ao seu fim e que cubanos e norte-americanos possam retomar suas relações diplomáticas e que esse vestígio de Guerra-Fria seja finalmente enterrado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário