Pesquise No Blog

Loading

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Formação do próximo supercontinente deve ser entre Ásia e América

Cientistas divulgaram este mês um estudo que projeta a formação do próximo supercontinente da Terra, a Amásia (união entre as Américas e a Ásia). 

Segundo os cientistas a projeção foi feita em cima da tectônica de placas, onde a placa americana se manteria em sua posição, mas receberia o contato das placas asiáticas. Com a formação deste supercontinente teria fim o mar do Caribe e o Oceano Ártico. 

A união dos continentes americano e asiático é apontada como o próximo supercontinente na Terra, segundo um estudo feito por pesquisadores da Universidade Yale, nos Estados Unidos. O trabalho é tema da edição desta semana da revista científica “Nature”.

Teorias tradicionais para explicar o ciclo de supercontinentes dizem que essas grandes massas de terra são formadas de duas maneiras: ou no mesmo lugar que o supercontinente anterior ocupou ou no lado oposto do globo terrestre.
Mas a equipe norte-americana apresentou uma posição alternativa para Amásia. O próximo supercontinente ficaria a aproximadamente 90 graus de longitude oeste de distância da Pangeia, último grande supercontinente no passado, cujo centro geográfico ficava onde hoje está a África.
Eles sugerem que Amásia será formada pelo deslizamento de placas tectônicas -- uma debaixo da outra --, o que daria fim ao oceano Ártico a ao mar do Caribe. Segundo o modelo, a América permaneceria na mesma posição e receberia o encontro das placas asiáticas.
Os autores do estudo afirmam que o modelo que criaram é consistente para calcular as posições de outros supercontinentes no passado como Pangeia e Rodínia.
Ilustração mostra movimento dos continentes atuais para formar Amásia. À esquerda, o deslocamento na direção do Polo Norte. Ao lado, o resultado final do encontro. (Foto: Nature / Divulgação)


Nenhum comentário:

Postar um comentário