Pesquise No Blog

Loading

domingo, 16 de maio de 2010

Mais De 1000 Cidades Em Estado De Calamidade Ou Emergência No País

Desde o final do ano passado, com a tragédia de Angra dos Reis (RJ), até o mês de abril mais de 1000 cidades pelo país já declararam estado de calamidade ou emergência...

Muito deste fato poderia encontrar suas explicações em alguns motivos...

- O regime de chuvas inesperado que ocorreu no país e atingiu vários estados com chuvas que em apenas um dia bateram o esperado para o mês inteiro.

- Um processo que já vem ocorrendo há muito tempo e que já fora mencionado aqui em posts anteriores: A ocupação desordenada.
O leitor pode até me perguntar neste momento: "Mas este processo já não é de hoje, então porque agora, só agora, ele vem ser causa ?". Simples. Mesmo que o processo não venha de hoje, todos sabemos que ele vem desde os quilombos do Brasil-colônia, o mesmo não se configurava com a intensidade de hoje e muito menos na escala que possui atualmente; temos que considerar que de lá pra cá a população cresceu de forma exponencial assim como o processo segregacionista que obrigou muitas pessoas a ocuparem de forma irregular as encostas de morros.

- A falta de um planejamento urbano mais eficaz. O país passou pelo processo da urbanização de forma acelerada e as cidades cresceram totalmente desordenadas e de forma impensada. O que atualmente cobra seu preço pois se as cidades alagam é por conta da falta de um planejamento que permitisse a cidade escoar a água da chuva da maneira eficaz ou até mesmo quem sabe reaproveitando a mesma para outros fins.

- Além do planejamento de um programa habitacional, que se coloca dentro do motivo acima exposto, que atendesse todas as classes, não só a classe rica e a classe média, não levando assim as pessoas mais pobres a ocuparem lugares irregulares.


Mais de mil cidades em todo o País tiveram o decreto de situação de emergência ou estado de calamidade por diversas ocorrências homologados pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, no primeiro quadrimestre de 2010.

Segundo o levantamento da pasta, foram 1.184 reconhecimentos, abrangendo 1.021 municípios. Deste total, 1.169 são de situação de emergência e 15 de estado de calamidade pública. No mesmo período de 2009, de janeiro a abril, foram apenas 425 reconhecimentos.

Em São Paulo, dos 58 municípios afetados, 49 tiveram situação de emergência decretada e 11 ficaram em estado de calamidade pública, segundo o balanço. Já Santa Catarina registrou 287 situações de emergência em 204 municípios, de acordo com o relatório.

Para que o reconhecimento aconteça é preciso seguir critérios técnicos que exigem uma documentação básica e obrigatória que comprove a situação de emergência ou estado de calamidade.



Extraído de msn.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário