Pesquise No Blog

Loading

quarta-feira, 2 de junho de 2010

É inadmissível!

É revoltante o ataque covarde feito por Israel  a um navio que levava ajuda humanitária para Gaza.

Autoridades do mundo inteiro condenaram essa atitude baixa que levou Israel inclusive a perder apoio do único país muçulmano que estava do seu lado: a Turquia.

Vamos ver se a ONU vai ter a mesma vontade de aplicar sanções a Israel por conta desse trágico episódio como quer aplicar no Irã... Duvido!

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro demonstrou nesta segunda-feira "choque e consternação" com o ataque de Israel a um comboio de navios que levava ajuda humanitária à Faixa de Gaza, e chamará o embaixador israelense no Brasil para manifestar "indignação" com o incidente.

O Ministério das Relações Exteriores afirmou que o representante de Israel será chamado e que o governo brasileiro expressará também preocupação com a cineasta brasileira Iara Lee, que estaria na frota atacada.

"Com choque e consternação, o governo brasileiro recebeu a notícia do ataque israelense a um dos barcos da flotilha que levava ajuda humanitária internacional à Faixa de Gaza", afirmou o Itamaraty em nota.

"O Brasil condena, em termos veementes, a ação israelense, uma vez que não há justificativa para intervenção militar em comboio pacífico, de caráter estritamente humanitário".

A chancelaria brasileira defendeu, mais uma vez, o fim do embargo imposto por Israel à Faixa de Gaza, que limita o acesso de alimentos, remédios e produtos ao território palestino.

No incidente desta manhã, ao menos 10 ativistas pró-palestinos foram mortos quando soldados israelenses atacaram um comboio de navios que levava ajuda humanitária a Gaza.

Extraído de msn.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário