Pesquise No Blog

Loading

sábado, 4 de setembro de 2010

Aumento do PIB per capta

Segundo estudos recentes do IBGE, o PIB percapta (divisão da riqueza produzida no país dividido pelo número de seus habitantes) aumentou consideravelmente de uns anos para cá, mesmo sofrendo leve queda com a crise em 2009. A notícia não deixa de ser boa, mas seria melhor ainda se esse crescimento fosse acompanhado de uma, também progressiva, melhora na distribuição da renda entre os brasileiros.


Nos últimos 14 anos, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita (por pessoa) do Brasil cresceu 21,7%, saltando de R$ 4.441,00 em 1995 para R$ 5.405,00 em 2009. É o que mostrou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua pesquisa 'Indicadores de Desenvolvimento Sustentável', referente ao ano de 2010. As maiores taxas anuais de crescimento do PIB per capita foram apuradas nos anos finais da série, com exceção de 2009, quando os efeitos da crise internacional afetaram o desempenho da economia brasileira.
O instituto revela que, em 2009, influenciado pela crise global, o PIB per capita do País caiu 1,17% na comparação com 2008, quando registrava R$ 5.469,00. Dados de 2007 disponibilizados pelo IBGE na publicação mostram ainda que a região com o maior PIB per capita do País é a Sudeste (R$ 19.277,00), seguida pelo Centro-Oeste (R$ 17.844,00), pelo Sul (R$ 16.564,00), pelo Norte (R$ 9.135,00) e pelo Nordeste (R$ 6.749,00).
Entre as unidades federativas do Brasil, o destaque positivo ficou com o Distrito Federal, que tem o maior PIB per capita do País (R$ 40.696,00), quase o dobro do registrado no Estado de São Paulo (R$ 22.667,00), que obteve o segundo lugar. O Rio de Janeiro ocupa a terceira posição (R$ 19.245,00), seguido por Espírito Santo (R$ 18.003,00) e Santa Catarina (R$ 17.834,00).
Entre os destaques negativos, os piores resultados ficaram concentrados na região Nordeste. O Estado com o menor PIB per capita do País foi o Piauí (R$ 4.662,00), seguido por Maranhão (R$ 5.165,00), Alagoas (R$ 5.858,00), Paraíba (R$ 6.097,00) e Ceará (R$ 6.149,00).

Extraído de msn.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário